Café : Solúvel : Brasil perdeu mercados com exportações fracas de 2017 – 13/04/2018

Porto Alegre, 13 de abril de 2018 – As exportações de café solúvel em  2017 diminuíram 9.468 toneladas, equivalentes a 410.366 sacas de 60 kg, uma perda de 11% em relação a 2016 e 2% na comparação com 2015. Foram exportadas 79.932 toneladas (3.464.239 de sacas) do produto, tendo como destino 106 países. Com esse desempenho, o Brasil perdeu o que havia conquistado nos dois anos anteriores, voltando a idêntico volume exportado em 2014. As informações
partem da assessoria de comunicação da Abics.

O desempenho menor em 2017, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), foi fruto da crise de abastecimento de café  conilon, ocorrida entre agosto de 2016 e abril de 2017, em consequência da seca no maior Estado produtor de robusta do País, o Espirito Santo.

Como as vendas externas das indústrias de solúvel acontecem com antecedência de 6 a 12 meses, a falta de matéria prima naquele período, associada à insegurança quanto à safra futura e aos preços internos muito acima do mercado internacional, impactou diretamente na perda de contratos de fornecimentos, cujo resultado se concretizou em 2017.

A receita obtida com as exportações no ano passado foi 6% superior em relação a 2016 e 10% frente a 2015, mas não significou maior rentabilidade às indústrias. Os preços internacionais do solúvel foram maiores, mas o valor do conilon brasileiro foi muito superior ao dos países produtores concorrentes, o que dificultou os negócios e as vendas foram realizadas com
valores abaixo do mercado internacional, exatamente pelo fato de as indústrias tentarem evitar perdas de clientes tradicionais de longo relacionamento com o  Brasil.

Dos vinte maiores destinos do café solúvel nacional, que representaram 80% da receita total de 2017, houve diminuição no volume exportado para 13 deles.

Apesar dos esforços brasileiros para a manutenção de clientes, houve perda de contratos de fornecimento para indústrias concorrentes da Ásia, que reduziram as exportações do Brasil para países asiáticos como: i) Cingapura (-44%); ii) Malásia (-39%); e iii) Coreia do Sul (-16%).

A penetração das indústrias asiáticas também reduziu as exportações brasileiras de café solúvel para outras nações, como Ucrânia (-59%), Alemanha (-25%), Sérvia (-17%), Turquia (-13%) e Arábia Saudita (-11%).

O Vietnã, com sua agressiva estratégia comercial de conquista de novos mercados para seu café solúvel, foi o destaque de crescimento em volume, com evolução de 1.870% em relação a 2016.

Importando do Brasil, os vietnamitas impõem tarifa de importação de 30% como imposto para a entrada do produto em seu país, no entanto, como irão reexportá-lo, aplicam o regime de “drawback”, o que dá isenção de impostos de importação, uma vez que o produto brasileiro será “blendado” ou embalado para ser exportado a outros mercados internacionais.

Além do Vietnã, os destaques de aumento das exportações foram Reino Unido (+25%), Polônia (+13%) e Indonésia (+13%).

Os gráficos e planilhas, o posicionamento e as informações da Abics a respeito do projeto setorial “Brazilian Instant Coffee” e do peso da tarifação sobre o setor estão disponíveis no Relatório do Café Solúvel do Brasil – Abril 2018, que pode ser acessado, na íntegra, em:

http://www.abics.com.br/relatorio-do-cafe-soluvel-do-brasil-abril-de-2018/.

Edição: Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

0 comentário(s)

Escreva um comentário:

Nome:
E-mail:
Site: (opcional)
Comentário:

Outros artigosIr para página inicial

Café : Contratos em Nova York mantém inclinação negativa – 14/12/2018

Café : Contratos em Nova York mantém inclinação negativa – 14/12/2018(0)

São Paulo, 14/12/2018 – Os contratos futuros de café arábica voltaram a se recuperar ontem na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), mas ainda mantêm inclinação baixista. O mercado tem trabalhado com base em fatores técnicos, em meio à baixa volatilidade característica da aproximação do fim de ano. Pelos indicadores técnicos, os futuros de

Café : Exportações totais do Brasil atingem 3,68 mi scs em novembro-Cecafé – 12/12/2018

Café : Exportações totais do Brasil atingem 3,68 mi scs em novembro-Cecafé – 12/12/2018(0)

Porto Alegre, 11 de dezembro de 2018 – Considerando a soma de café verde, solúvel e torrado & moído, o Brasil exportou 3,68 milhões de sacas de café em novembro. O volume foi 24,4% superior ao total de sacas exportado no mesmo mês de 2017, quando o país exportou 2,96 milhões de sacas. Já em

Café : IBGE eleva previsão de safra de café do Brasil, com revisão em dados de MG – 11/12/2018

Café : IBGE eleva previsão de safra de café do Brasil, com revisão em dados de MG – 11/12/2018(0)

SÃO PAULO (Reuters) – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou nesta terça-feira a produção de café do país em 2018 em um recorde de 59,6 milhões de sacas de 60 kg, aumento de 1,7 por cento em relação ao mês anterior, com uma reavaliação da safra em Minas Gerais, principal Estado produtor

Café : OIC aponta queda nos preços em novembro, com aumento dos embarques – 11/12/2018

Café : OIC aponta queda nos preços em novembro, com aumento dos embarques – 11/12/2018(0)

Porto Alegre, 10 de dezembro de 2018 – A média mensal do indicador de preço composto do café da Organização Internacional do Café (OIC) caiu 1,5% em novembro, ficando em 109,59 centavos de dólar por libra-peso. Essa queda veio depois do aumento de 13,3% em outubro, para 111,21 centavos. As informações são da carta mensal

Café : Artigo : Traders arrumando as malas para as festas de fim de ano , por Rodrigo Costa – 10/12/2018

Café : Artigo : Traders arrumando as malas para as festas de fim de ano , por Rodrigo Costa – 10/12/2018(0)

O mercado financeiro está nervoso e mantem uma alta volatilidade com respostas imediatas às indicações mistas do governo Donald Trump sobre uma possível convergência, ou não, nas negociações de tarifas com a China. Trump ter mencionado um “acordo” sobre tarifas no setor automotivo e depois mudar a história, assim como a prisão da CFO de



Cotações - Café, Dólar, Índices


  Café NY
Ativo
Último
Var.
Fech.
Dezembro/2018
96.95
-1.85
98.80
Março/2019
102.25
-1.85
104.10
Maio/2019
105.40
-1.80
107.20
Julho/2019
108.10
-1.80
109.90
Setembro/2019
110.85
-1.75
112.60
 
  Café BMF
Ativo
Último
Var.
Fech.
Março/2019
-
-
123.50
Dezembro/2018
-
-
115.50
Setembro/2019
-
-
129.50
Dezembro/2019
-
-
135.75
 
  Café Londres Robusta
Ativo
Último
Var.
Fech.
Janeiro/2019
1443
-56
1477
Março/2019
1470
-52
1504
Maio/2019
1484
-53
1519
Julho/2019
1501
-51
1536
 
  Dólar
Ativo
Último
Var.
Fech.
Comercial
3.9050
+0.0240
3.8810
Paralelo
4.0800
+0.0100
4.0700
Turismo
4.0700
+0.0100
4.0600
PTAX800
3.90840
+0.03000
3.87840
PTAX850
3.90900
+0.03000
3.87900
 
  Dólar Futuro
Ativo
Último
Var.
Fech.
Dezembro/2018
NA
NA
NA
Janeiro/2019
-
-
3918.500
 
  Índice Bovespa Futuro
Ativo
Último
Var.
Fech.
Dezembro/2018
-
-
87145
 


Início

Copyright © 2000 - 2014 - Café da Terra. Todos os direitos reservados.