Café : NY deve continuar com atenção voltada para clima no Brasil – 11/07/2019

São Paulo, 11/07/2019 – O mercado futuro de café arábica voltou a perder força ontem na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), como na segunda-feira. Os contratos podem testar níveis mais baixos, com o afastamento do risco de geadas nos cafezais brasileiros.

Os participantes continuam atentos às previsões climáticas para o Brasil, nesse período conhecido como “mercado climático”, por causa da queda das temperaturas nas regiões produtoras do País. A Somar Meteorologia estima que amanhã a previsão é de elevação da temperatura de forma mais expressiva, o que elimina a chance de geada
na região produtora. “O dia será de predomínio de sol e tempo aberto em todos os Estados do Sudeste. Ao longo da tarde a sensação de calor retorna para áreas do interior”, prevê a Somar.

A Climatempo informa que não há mais expectativa de outra onda de frio intensa como a do fim de semana passado no restante do inverno de 2019. “Outras massas de ar frio de origem polar ainda vão passar sobre o Brasil até o fim do inverno de 2019, mas nada que poderá ser comparável em intensidade e abrangência com a onda de frio do começo de julho”, estima a Climatempo.

As próximas massas de frio até o fim de julho poderão até causar alguma temperatura negativa nas áreas mais elevadas da Região Sul, mas devem chegar fracas ao Sudeste e pouco vão atingir o Centro-Oeste.

As geadas que atingiram áreas produtoras de café no Brasil no fim de semana podem causar queda de 5% na produção da safra do País no ano que vem, segundo estimativas iniciais da cooperativa Minasul. Em entrevista ao Broadcast Agro, o diretor-presidente da Minasul, José Marcos Rafael, afirmou: “A primeira avaliação é de que o dano foi pequeno porque (a geada) não foi generalizada. Estamos estimando que talvez chegue a 5% de queda na produção para a safra vindoura, isso a ser confirmado”. Rafael participou ontem do 2º Fórum Mundial de Produtores de Café, em Campinas (SP).

Segundo apuraram os pesquisadores Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP), as geadas provocaram impacto apenas algumas lavouras, principalmente nas regiões de baixadas. Entretanto, acredita-se que a extensão dos danos para a próxima safra (2020/21) poderá ser estimada com mais precisão a partir das próximas semanas.

Pelos indicadores técnicos, os futuros de arábica em Nova York romperam o suporte de 108,60 centavos de dólar por libra-peso. Os contratos podem buscar agora 103 cents e 100,15 cents. Na parte de cima, as resistências estão em 109,25 cents, 114,10 cents e 115,65 cents.

O economista Jeffrey Sachs, afirmou que os preços globais do café devem se recuperar dos baixos níveis atuais, mas não muito – talvez 25% ou 30%. “O preço do café está baixo, mas não extraordinariamente baixo em termos históricos”, disse ele, em palestra apresentando os resultados de um estudo de sustentabilidade da indústria, durante 2º Fórum Mundial dos Produtores de Café. Segundo Sachs, o real e o dólar contribuem para formar os preços do grão, e hoje os níveis atuais das duas moedas pressionam os preços.

O dólar perdeu força ontem em relação ao real, sustentando as cotações das commodities, em geral. Segundo corretores, a perspectiva de aprovação da reforma da Previdência na Câmara e o discurso do presidente do Federal Reserve (FED, o banco central norte-americano), Jerome Powell, sinalizando que pode cortar juros, pressionaram a moeda. O dólar à vista encerrou a quarta-feira em R$ 3,7568, em queda de 0,77%, o terceiro maior recuo em uma lista de 34 moedas internacionais.

Os fundos de investimento continuam apostando em queda das cotações do café em Nova York. Isso é o que deve mostrar relatório da Comissão de Comércio de Futuros de Commodities (CFTC, na sigla em inglês), com posicionamento de traders, que será divulgado amanhã. No levantamento anterior, da semana encerrada em 2 de julho, os fundos de investimento estavam com saldo líquido vendido de 23.405 lotes.

Os futuros do café em Nova York trabalharam nos dois lados do mercado ontem e acabaram encerrando em baixa. O vencimento setembro/19 caiu 1,44% (155 pontos), a 105,90 cents. O mercado registrou máxima de 109,25 cents (mais 180 pontos) e mínima de 105,55 cents (menos 190 pontos).

Os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) informam em boletim diário que as cotações do arábica tiveram queda ontem mercado físico. O Indicador Cepea/Esalq do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 422,98 a saca, queda de 2,1% em relação à terça.

Os preços do robusta também recuaram ontem à tarde, por causa da queda da moeda norte-americana. O Indicador Cepea/Esalq do tipo 6, peneira 13 acima, fechou a R$ 285,43 a saca, 0,6% inferior ao dia anterior. Para o tipo 7/8, bica corrida, a média foi de R$ 276,95 a saca, recuo de 0,5% no mesmo comparativo – ambos à vista e a retirar no Espírito Santo

Fonte : Agência Estado

0 comentário(s)

Escreva um comentário:

Nome:
E-mail:
Site: (opcional)
Comentário:

Outros artigosIr para página inicial

Café : Geada inesperada traz incerteza à produção brasileira de café  – 17/07/2019

Café : Geada inesperada traz incerteza à produção brasileira de café – 17/07/2019(0)

Por Fionn Pooler A geada que inesperadamente atingiu as fazendas de café do Brasil na semana passada pegou os produtores de surpresa e causou uma leve repercussão no preço da commodity C, já que as preocupações com a colheita de 2020 foram levantadas (e rapidamente esvaziadas) pelos relatórios do país. No entanto, enquanto a maior

Café : Solúvel : Exportações do Brasil sobem 9,6% no 1º semestre de 2019 – 17/07/2019

Café : Solúvel : Exportações do Brasil sobem 9,6% no 1º semestre de 2019 – 17/07/2019(0)

 Porto Alegre, 16 de julho de 2019 – No primeiro semestre de 2019, as exportações brasileiras de café solúvel aumentaram em 9,6% em volume, quando comparado com o mesmo período do ano passado, totalizando o equivalente a 1.861.793 de sacas de 60 kg.  A receita cambial acumulada no período foi de quase  US$ 275 milhões.

Café : Colheita dos cooperados da Cooxupé estava em 66,4% até 12/07 – 16/07/2019

Café : Colheita dos cooperados da Cooxupé estava em 66,4% até 12/07 – 16/07/2019(0)

Porto Alegre, 16 de julho de 2019 – A colheita de café pelos cooperados da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), que envolve as regiões do sul de Minas Gerais, cerrado mineiro e partes de São Paulo, estava em 66,4% até o dia 12 de julho. É o que indica o levantamento semanal da

Café :  Clima no Brasil deve manter contratos sustentados em NY – 16/07/2019

Café : Clima no Brasil deve manter contratos sustentados em NY – 16/07/2019(0)

São Paulo, 16/07/2019 – O mercado futuro de café arábica registrou alta ontem na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), apesar da ausência de novidades fundamentais. Fundos e especuladores foram compradores, favorecendo a puxada nas cotações. Os fundos de investimento diminuíram o saldo líquido vendido em café em Nova York. Esses participantes passaram de

Café : Semana :  Comercialização da safra brasileira de café 2018/19 atinge 95% – 12/07/2019

Café : Semana : Comercialização da safra brasileira de café 2018/19 atinge 95% – 12/07/2019(0)

Porto Alegre, 12 de julho de 2019 – A comercialização da safra de café do Brasil 2018/19 (julho/junho) chegou a 95% até o dia 09 de julho. O dado faz  parte de levantamento de SAFRAS & Mercado. No último mês, a comercialização avançou em nove pontos percentuais. As vendas estão atrasadas em relação ao ano



Cotações - Café, Dólar, Índices


  Café NY
Ativo
Último
Var.
Fech.
Setembro/2019
107.40
+1.85
107.40
Dezembro/2019
111.20
+1.85
111.20
Março/2020
114.85
+1.90
114.85
Maio/2020
117.15
+1.90
117.15
Julho/2020
119.10
+1.85
119.10
 
  Café BMF
Ativo
Último
Var.
Fech.
Julho/2019
-
-
126.90
Setembro/2019
130.05
-0.65
130.70
Dezembro/2019
133.80
-0.50
134.30
 
  Café Londres Robusta
Ativo
Último
Var.
Fech.
Julho/2019
1391
+
1391
Setembro/2019
1423
+
1423
Novembro/2019
1452
+
1452
Janeiro/2020
1478
+
1478
Março/2020
1502
+
1502
Maio/2020
1525
+
1525
 
  Dólar
Ativo
Último
Var.
Fech.
Comercial
3.7620
-0.0090
3.7620
Paralelo
3.9300
+0.0000
3.9300
Turismo
3.9200
+0.0000
3.9200
PTAX800
3.76120
-0.00060
3.76120
PTAX850
3.76180
-0.00060
3.76180
 
  Dólar Futuro
Ativo
Último
Var.
Fech.
Agosto/2019
-
-
3767.000
Setembro/2019
-
-
3775.000
 
  Índice Bovespa Futuro
Ativo
Último
Var.
Fech.
Agosto/2019
-
-
104320
 
essay writing paper speech essay thesis writing help multiple choice questions and answers academic report writing best assignment writing service uk reviews write my paper for cheap top rated resume writing services analytical essay introduction essay writing help


Início

Copyright © 2000 - 2014 - Café da Terra. Todos os direitos reservados.